Maria José Alves se apresentou em evento da programação do aniversário da cidade

O Transporte Eficiente, mantido pela Prefeitura de Teresina para atender cadeirantes, tem uma usuária que é exemplo de força e superação. É Maria José Alves, 58 anos, bailarina, massoterapeuta, mãe de três filhos e avó de seis netos. Na semana passada ela mostrou um pouco da sua arte durante evento de aniversário de 165 anos da cidade, na Praça da Bandeira.

Na I Mostra Inthegra Mulher, promovida pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Maria José fez uma apresentação de balé clássico, dançando na sua cadeira de rodas. Ela teve paralisia infantil aos três anos de idade, mas a deficiência não a impediu de realizar sonhos.

Maria José conduz a sua vida da melhor forma e o sorriso faz parte da sua fisionomia. “Sou livre, independente e realizada. A cadeira de rodas é apenas um instrumento que me leva para onde eu quero ir”, enfatiza.

A dança surgiu em sua vida há 10 anos, quando conheceu um coreógrafo e passou a integrar um grupo de dança. Desde então, aventurou-se nessa arte e não pretende parar. Ela faz apresentações em festas e outros eventos.

Já a massoterapia Maria José iniciou quando recebeu indicação para fazer uma cirurgia e se internou num hospital em Brasília. Lá conheceu o serviço e decidiu se qualificar, onde cursou a parte teórica. A prática realizou em hospitais de Teresina. Atualmente, ela faz atendimento domiciliar. “Estou satisfeita com o curso da minha vida”, garante.