Na manhã de hoje (19), 68 alunos de Ensino Superior receberam o certificado de participação no programa Laboratório Maria da Penha, realizado pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) em parceria com o Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID).

O Laboratório Maria da Penha tem como objetivo capacitar estudantes das áreas de Direito, Psicologia, Enfermagem, Medicina e Serviço Social para disseminarem os estudos e reflexões sobre a Lei Maria da Penha, as questões de gênero, os avanços e os desafios da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, além dos direitos da mulher.

Além dos alunos, os professores das instituições Instituto Camilo Filho, Universidade Estadual do Piauí, Centro Universitário Uninovafapi, Faculdade Evangelista do Piauí, Facid Wyden e Faculdade das Atividades Empresariais de Teresina também foram certificados.

A psicóloga Tathyana Lima, da Gerência de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, representou a SMPM durante a cerimônia. “É uma imensa honra participar de um programa que tem como objetivo fomentar conhecimento sobre a Lei Maria da Penha e como ela se estrutura na forma de rede de enfrentamento à violência na nossa cidade”, disse.

Para Francisco de Jesus, promotor do Nupevid, o poder público pegou as rédeas do enfrentamento à violência. “É bom quando a sociedade e os órgãos se apropriam, tomam para si. O nosso papel é esse, de agente de transformação social. Nós trabalhamos para a sociedade”, afirmou.

Claudirene Soares, professora da Faculdade Evangélica do Piauí, comemorou os resultados. “Nossos alunos aprenderam, compartilharam as suas emoções, suas vivências. Disseminaram a Lei, sensibilizaram os outros alunos, outras mulheres”, concluiu.