“A Lei Maria da Penha está em pleno vigor. Não veio para punir homem, mas para punir agressor. Pois em mulher não se bate, nem mesmo com uma flor”. Com esses versos, o cordelista Tião Simpatia inicia mais uma apresentação nas escolas municipais de Teresina. Nesta segunda-feira (05), Tião se apresentou nas escolas Antônio Dilson Fernandes, no bairro São Joaquim, e Iolanda Raulino, no bairro Poti Velho, ambos localizados na zona norte da cidade.

A ação é uma parceria da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e da Secretaria Municipal de Educação (Semec). “O projeto tem extrema relevância, porque dissemina a Lei Maria da Penha por meio do aprendizado nas escolas, em que crianças e adolescentes estão na fase de construção da personalidade e aprendem de forma criativa e lúdica”, conta a secretária da Mulher, Macilane Gomes.

A diretora adjunta da escola Iolanda Raulino, Erika Louise, aprovou a apresentação do cordel. “Eu acho uma ação maravilhosa porque os nossos meninos precisam bastante estar por dentro de tudo o que está acontecendo e muitas vezes nosso conteúdo programático não aborda o tema da violência de forma aprofundada. O projeto só tem a contribuir”, comemora.

Durante a apresentação, Tião Simpatia faz a leitura do cordel junto com as crianças e também canta versões de canções contra a violência, como da música O Cravo e a Rosa. “Nesse quinto ano de atividade, pretendemos aperfeiçoar mais as apresentações sobre o tema da violência doméstica com os alunos. No início, eu declamava o cordel e eles assistiam, agora eu faço a leitura coletiva como uma maneira deles interagirem. Eles ficam mais centrados na leitura”, revela Tião.

O projeto Lei Maria da Penha em Cordel vai percorrer escolas até quarta-feira (07), passando pelas E. M. José Gomes Campos, Mocambinho e José Nelson de Carvalho.