Com temática voltada para o empoderamento da mulher aconteceu em Teresina a reunião do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) que abordou sobre Mulheres Resilientes = Cidades Resilientes. Participaram a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e a Câmara Técnica dos Direitos da Mulher na manhã de quarta-feira (30).

Também estavam presentes organismos de políticas públicas de Teresina, Demerval Lobão, Timon, Nazária e José de Freitas sobre o programa Mulheres Resilientes = Cidades Resilientes.

O programa tem como objetivo desenvolver atividades voltadas para o empoderamento econômico das mulheres piauienses como revela a gerente de articulação e transversalidade da SMPM, Lisian Oliveira. “Esses municípios foram escolhidos porque participam da rede de desenvolvimento econômico do território entre rios e almejamos que as mulheres tenham empoderamento, construindo respostas eficientes ao desafio que é a inclusão econômica dentro do mercado formal de trabalho. Esperamos que os próximos meses sejam de muito trabalho”, revelou.

Desse modo, o programa Mulheres Resilientes = Cidades Resilientes pretende promover a autonomia financeira de mulheres de 18 a 29 anos, por serem as que mais sofrem mortalidade materna e são as maiores vítimas de feminicídio. Com mulheres autônomas e mais resistentes à crises, o território também ganha, inclusive com a diminuição da pobreza.

Essa experiência voltada ao gênero na região metropolitana de Teresina será a primeira da América Latina e durante os próximos meses, as atividades desenvolvidas pelo PNUD Brasil em parceria com os órgãos municipais e estaduais serão baseadas na metodologia combo, que se aplica atividades multidimensionais aos problemas, ao invés de intervenções fragmentadas que geralmente são aplicadas nesses casos.

A metodologia combo consiste na elaboração e aplicação de ferramentas para diagnósticos dos problemas no nível municipal, identificação e desenho de intervenções aceleradoras do alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos municípios, elaboração de plano de trabalho e estratégia de mobilização de recursos para implementação das ações de gênero em nível municipal, fortalecimento das capacidades dos municípios para integrar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos documentos de planejamento e orçamento locais e no desenvolvimento de um protótipo para monitoramento online da implementação das ações planejadas.