A revisão do Plano Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres foi apresentado nesta segunda-feira, 15, ao prefeito Firmino Filho e para um grupo de mulheres, na sede da Prefeitura de Teresina. O Plano tem  oito eixos, 39 linhas de ação e 194 ações previstas e funcionará como um instrumento de gestão relacionado à saúde, educação, cultura e lazer, entre outros.

São partes do Plano o diagnóstico, estratégias e plano de ação e monitoramento. É um documento para orientar o planejamento de ações.  “Teresina dá um salto qualitativo com essa revisão do Plano e nos comprometemos para que ele tenha a continuidade assegurada por ser um instrumento importante de gestão”, afirmou o prefeito Firmino Filho. A revisão foi feita com base em diagnóstico realizado pela socióloga Wânia Pasinato.

Na solenidade de apresentação da revisão do Plano teve a ação do projeto Meninas Ocupam, da ONG Plan International, em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), onde Elis Regina Silva Araújo, 18 anos, moradora da Santa Maria da Codipi, ocupou de forma simbólica o cargo de prefeita. “Queremos ressaltar com esse gesto que as meninas e mulheres sejam respeitadas e ouvidas”, declarou.

A secretária da SMPM, Macilane Rodrigues, especificou que o Plano é a legalização como instrumento técnico-político de gestão e que deve ser transformado em lei. “É uma grande contribuição para a cidade de Teresina implementar ações para a garantia de direitos das mulheres”, destacou.