As mulheres, mães, atendidas pelo programa Amor de Tia concluíram os trabalhos deste ano apresentando ao público materiais produzidos por elas, que, ao longo de 2017, participaram de cursos de formação, oficinas, entre outras oportunidades que deram maior autonomia e oportunidade de geração de renda. A conclusão dos trabalhos gerou a segunda edição da feira EmpoderArte, realizada na manhã desta sexta-feira (1º), no Parque Lagoas do Norte.

Entre os trabalhos confeccionados por elas, produtos alimentícios, de decoração, utensílios domésticos e variedades em geral. O programa, que é mantido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), está em atividade desde o começo de 2016, já tendo atendido dezenas de mulheres e seus filhos, de um a dois anos e nove meses. Com equipe multidisciplinar, o “Amor de Tia” tem sede no bairro Matadouro, zona Norte da cidade.

“Acredito que cumprimos a nossa agenda anual com sucesso, trazendo à comunidade esta exposição, que tem o objetivo de mostrar o trabalho que essas mães realizaram, incentivando a produzirem bem mais e, então, começarem a comercializar seus produtos”, disse a coordenadora do programa, Adriana Carvalho. Para a secretária da Mulher, Macilane Gomes, o programa vem cumprindo o seu papel: “estamos gerando novas empreendedoras: mulheres com mais autonomia e força de vontade de construírem a sua própria história, ultrapassando barreiras, antes, muito presentes, como a vulnerabilidade, a violência doméstica, a dificuldade em conciliar a criação dos filhos e o trabalho e/ou estudos”, pontuou.

“Pra mim é um prazer muito grande fazer parte dessa história. Com o ‘Amor de Tia’ a gente vem tendo a oportunidade de crescer, de ser uma mulher empoderada, uma mulher de negócios. Fiz o curso de cabeleireiro e já estou ganhando o meu dinheiro, atendendo em domicílio. Além disso, fiz oficina de peso de porta e de almofadas e venho constatando uma mudança na minha vida, principalmente, a independência financeira”, disse Cristiane Santos, uma das mães atendidas pelo programa, também expondo na “EmpoderArte” os seus produtos.

Para Nádia Lima, também atendida pelo programa, a mudança foi radical em sua vida. “Eu tinha uma vida monótona. Ficando em casa, fazendo faxina, cuidando de filhos e nada mais. Aqui, me redescobri, me identifiquei com a produção de biscoitos. Já tenho vários clientes, já me sinto empoderada. Agora, é daqui pra frente. A independência é muito boa”, enfatizou, enquanto comercializa os biscoitos que ela aprendeu a fazer durante oficina oferecida pelo programa.

A exposição também faz parte das atividades da Campanha “16 Dias de Ativismo – Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres e as Meninas”, que foi iniciada em Teresina no sábado (25).

There are no comments yet.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked (*).