Utilizando a educação no enfrentamento à violência contra a mulher, o Projeto Lei Maria da Penha em Cordel nas Escolas vai percorrer 12 unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina nos meses de agosto e novembro. Dessa vez, o público alvo são estudantes da zona Norte da capital.

 

A iniciativa da Prefeitura de Teresina já alcançou mais de 54 mil alunos desde que foi implementada, no ano de 2014. A realização é da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). De forma divertida, o arte educador Tião Simpatia leva para as crianças sua famosa versão em cordel da Lei Maria da Penha, informando e sensibilizando os estudantes sobre as medidas de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

Esta semana, os coordenadores pedagógicos das escolas que receberão a atividade estão articulando formas de preparar o público para o projeto, iniciando diálogos sobre o assunto. O grupo recebeu previamente o material que será distribuído para os alunos e participou de uma roda de conversa com o tema “Relações de gênero e espaço escolar”.

 

Segundo a gerente de enfrentamento à violência da SMPM, Lidiane Oliveira, o espaço escolar é ideal para a disseminação dessas informações. “As crianças reproduzem comportamentos violentos vivenciados em casa, precisamos estar vigilantes a essa problemática, conversando, levando informações, e quem pode nos ajudar muito nisso é quem está em sala de aula. Não é tarefa fácil acabar com a violência, mas precisamos ressiguinificá-la”, afirma.

 

As primeiras unidades de ensino a receberem o cordelista serão a Escola Municipal Ambiental 15 de Outubro e a Escola Municipal Eurípides de Aguiar, no dia 27 de agosto. As apresentações acontecem nos turnos manhã e tarde, no início da aula ou durante o intervalo. A atividade segue até o dia 29. As próximas visitas serão de 5 a 8 de novembro, finalizando na Escola Municipal Professor José Gomes Campos.