Ocorreu na manhã de hoje (23), a aula inaugural do programa Laboratório Maria da Penha, que visa gerar multiplicadores no combate à violência contra a mulher. O programa é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e o Núcleo das Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID).

As ações são desenvolvidas através do estudo das questões de gênero, análise da Lei Maria da Penha, identificação dos avanços e desafios da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, conhecer o perfil das mulheres que sofrem violência e ainda, a vivência social através das práticas nas comunidades do município de Teresina.

“Nós ainda vemos pessoas culpabilizando a mulher pela violência sofrida, então urge que se sensibilize todos os profissionais das mais diversas áreas no enfrentamento à violência contra a mulher”, declarou a promotora de Justiça, Amparo Sousa.

Para a gerente de enfrentamento à violência contra a mulher, Lidiane Oliveira, o objetivo é qualificar os estudantes para que eles possam executar as suas formações com um olhar mais sensível com a realidade. “Para nós é uma felicidade muito grande ver o auditório cheio de pessoas que vão compor essa ação. Os alunos vão realizar essas vivências junto à comunidade e é nesse momento que percebemos como fazer o estudo da lei em detalhes vai dar um resultado concreto para esses estudantes”, afirmou.

A Procuradora Geral do Município, Geórgia Nunes, realizou uma palestra com o tema “Direitos políticos e a força produtiva da mulher”. O Laboratório ocorrerá nos dois semestres de 2018. Foram contempladas 03 Instituições de Ensino Superior com 15 estudantes cada, no primeiro e segundo semestres, totalizando 06 IES e 30 estudantes no ano corrente.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).