Representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apresentaram, no final da tarde desta quarta-feira (16), ao prefeito Firmino Filho e às gestoras da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), Marcilane Gomes e Celina Tourinho, a proposta de um projeto inédito de desenvolvimento de políticas públicas na perspectiva de gênero.

“Estamos implantando na Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE) da Grande Teresina, no projeto ‘Mulheres Resilientes = Cidades Resilientes’, uma metodologia chamada Combo, que aborda problemas sociais através de um olhar mais complexo. O PNUD identificou uma necessidade de empoderamento das mulheres jovens na região e vai trabalhar nisso”, afirmou Ismália Afonso, oficial de gênero e raça do escritório do PNUD no Brasil.

O PNUD fará a entrega de um projeto com intervenções que devem ser incorporadas pelos órgãos públicos para fomentar as políticas públicas voltadas para as mulheres.

Serão trabalhadas cinco áreas: educação para o trabalho e inclusão produtiva; enfrentamento à violência contra as mulheres; promoção da saúde das mulheres; melhoria da transversalidade de gênero nos equipamentos públicos; políticas de cuidados para redução da sobrecarga de responsabilidades concentradas nas mulheres.

Firmino Filho afirmou que a Prefeitura de Teresina apoiará o projeto. “Nós estamos estruturando a Secretaria da Mulher para deixar consequências permanentes do trabalho. Essa parceria é interessante para  garantir a longevidade do que for realizado. Será um prazer começar a iniciativa aqui na capital para, no futuro, servir de modelo para todo o país”, disse.

“A gente vê o quanto é importante trabalhar as políticas de gênero, que não impactam só as vidas das mulheres, mas de toda sociedade, de desenvolvimento econômico e social da cidade de igualdade superar essa desigualdade. É uma honra ver uma instituição internacional reconhecendo o trabalho que é realizado em Teresina”, finalizou Marcilane Gomes, secretária da SMPM.